Movimento Popular celebra José Afonso

O projeto Amigos Maiores que o Pensamento escolheu as escadas da Casa da Música para assinalar o arranque do movimento que pretende celebrar, ao longo de 2012, a obra e vida de José Afonso e Adriano Correia de Oliveira.
Em 2012, cumprem-se 25 anos sobre a morte de José Afonso e 30 anos sobre a de Adriano Correia de Oliveira e se “não se comemora a morte de amigos”, como afirmou um dos organizadores, Paulo Esperança, a vontade de “celebrar a obra e o exemplo cívico” dos dois cantores, levou já a que mais de 120 entidades e cerca de 500 pessoas tenham subscrito um manifesto intitulado “Tempos de borrasca invadem-nos a alma!”.
Na terça-feira, ouviram-se à porta da Casa da Música os bombos do grupo Ritmo de Fogo, a que se seguiu uma curta atuação dos Canto D’Aqui, já na escadaria interior do edifício. Na conferência de imprensa que se seguiu, Paulo Esperança admitiu que a escolha para a apresentação da Casa da Música, que não subscreveu o manifesto, foi feita pensando que “esta casa, que deve ser aberta à população, é uma casa onde o Zeca e o Adriano podiam perfeitamente estar com a lotação esgotada”.
Segundo Paulo Esperança, existe mesmo a possibilidade de a Casa da Música, que tem tido uma programação para 2012 dominada pela música erudita, poder vir a receber, em julho, um espetáculo que reúna a grande parte das bandas que aderiram a este movimento.
O documento que instituiu o projeto Amigos Maiores que o Pensamento afirma que a comemoração do falecimento dos dois músicos é um “pretexto de celebração, propulsor da convergência necessária entre todos os que vieram por bem e quiseram lutar por um mundo melhor, porque é tempo de ir para a rua gritar”. Interrogado sobre a natureza política do movimento, outro dos organizadores, Mário Correia, afirmou que “é evidente que o exemplo que retomamos do Zeca e do Adriano não é inocente de maneira nenhuma”, até porque “a obra deles tomou partido”, mas recusou qualquer outro movimento que não fosse de índole cultural. O manifesto que está disponível em amigosmaioresqueopensamento.wordpress.com, já foi subscrito por entidades tão diversificadas como a Escola Secundária Alexandre Herculano, as companhias de teatro Palmilha Dentada ou Barraca, a Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto e a Confraria dos Ovos Moles de Aveiro, bem como por várias associações cívicas e culturais galegas.
A ideia dos organizadores, que funcionam sem uma direção instituída, é, segundo Mário Correia, “potenciar o trabalho em rede”, permitindo que as várias instituições e pessoas possam encontrar por si formas de colaborarem nesta iniciativa.
O primeiro evento está agendado para a Taberna Svbvura, em Braga, a 26 de janeiro, ocasião em que se irão apresentar poemas de 1955, não musicados, de José Afonso. Entre outras iniciativas, está já programado um tributo aos dois músicos no Teatro Circo de Braga, a 23 e 24 de fevereiro, e a encenação da peça “Madrugada”, com música de José Mário Branco, para o Teatro Helena Sá e Costa, no Porto.

Diário de Notícias

some_text

Deixe um comentário

Zeca (2)

QUEM SOMOS


disco

SER SÓCIO


LOJA


escritasdomaio

ESCOLAS


materiais

EXPOSIÇÕES

SUBSCREVER NOTÍCIAS


Categorias

Arquivo



RÁDIO AJA

Here is the Music Player. You need to installl flash player to show this cool thing!


© 2019 AJA. All Rights Reserved. Iniciar sessão - Designed by Gabfire Themes