Textos da agência Lusa sobre José Afonso

A propósito do 80º. Aniversário do nascimento de José Afonso, que se completa no próximo domingo, dia 02 de Agosto, a Agência Lusa divulga, hoje e no sábado, um conjunto de textos com depoimentos sobre o cantor.

Respeito pelo cantor na Alta de Coimbra é quase veneração

O cantor José Afonso deixou em Coimbra um profundo rasto de afectos, sobretudo na Alta, onde o respeito com que os moradores recordam o antigo vizinho se aproxima por vezes da veneração.
Um professor que não usava fato e gravata – Aluna de Setúbal

José Afonso era um professor que se apresentava sempre com grande simplicidade, não usava fato e gravata, e granjeou a simpatia de muitos alunos, antes de ser expulso do antigo Liceu de Setúbal, em 1968.

Actividade anticolonial causou-lhe problemas com a PIDE – Mia Couto

O escritor moçambicano Mia Couto recorda José Afonso como “uma pessoa diferente”, avessa a formalismos e com uma intensa actividade anticolonial em Moçambique, que lhe causou problemas com a PIDE, a polícia política portuguesa.

“Um pouco mais de beleza, um pouco mais de decência” – José Amaro Dionísio

O escritor José Amaro Dionísio foi aluno de José Afonso em Faro e só 30 anos depois reencontrou o cantautor, que hoje diz representar para si “o que sempre representou: um pouco mais de beleza, um pouco mais de decência”.

Uma relação quase familiar com Mário Sacramento

Na cidade de Aveiro, onde José Afonso nasceu, completam-se no domingo 80 anos, ainda vivem familiares mais ou menos afastados do cantor e amigos que, nos tempos que por lá passou, foram quase sua família.

Entre os Outeirinhos e a taberna da Maria, um lado discreto do cantor

José Afonso viveu quase uma década numa aldeia do concelho de Santiago do Cacém, um refúgio de fim-de-semana pouco conhecido da vida do cantor, mas ainda hoje é recordado com carinho.

Grândola Vila Morena “nasceu” de uma passagem do cantor pela localidade, em 1964

A canção–senha da revolução de Abril nasceu da primeira passagem do poeta-cantor pela vila de Grândola, em 1964, foi escrita dias depois desse concerto histórico para os grandolenses.

José Afonso: Um percurso geográfico entre Aveiro e África

Com a música e o ensino, José Afonso traçou na sua vida um mapa geográfico pessoal, de Faro a Coimbra, de Belmonte a Setúbal, com ponto de partida em Aveiro e passagem marcante por África.

some_text

Deixe um comentário

Zeca (2)

QUEM SOMOS


disco

SER SÓCIO


LOJA


escritasdomaio

ESCOLAS


materiais

EXPOSIÇÕES

SUBSCREVER NOTÍCIAS


Categorias

Arquivo



RÁDIO AJA

Here is the Music Player. You need to installl flash player to show this cool thing!


© 2019 AJA. All Rights Reserved. Iniciar sessão - Designed by Gabfire Themes