Sessão evocativa do pintor Dias Coelho na AJA norte

some_text

2 Comentários para “Sessão evocativa do pintor Dias Coelho na AJA norte”

  1. A MURALHA

    Ante aquela alvorada de utopia
    que buscámos na vida em sobressalto
    ergue-se agora um muro de basalto
    duro demais para a nossa rebeldia.

    Cansados da peleja, dia a dia
    em planícies, montanhas ou mar alto,
    sucumbimos, vergados, sobre o asfalto
    da tão comprida estrada que nos guia.

    Esta muralha esmaga a confiança,
    aprisiona o sonho, a nossa vida
    e o nosso suspirar pelo futuro.

    É preciso de novo hastear a esperança
    que nos foi sempre apoio na corrida.
    Venham daí! Vamos saltar o muro.

    28-6-2009
    Carlos Domingos

  2. ELEGIA

    (No dia do assassinato de José Dias Coelho)

    Hoje não quero rimas nem tambores.
    Só lágrimas e balas. Só negrume.
    Só noite acesa de cruel queixume,
    só labareda a crepitar rancores.

    Tombaste, amigo, mas não tenho flores
    para cobrir-te o corpo. O azedume
    com que os meus versos chicoteiam lume
    tornou estas imagens incolores.

    Com a tua certeza, a tua esperança.
    o teu calor, o teu olhar tão leve
    (sementes que o meu sopro espalha) sigo

    no teu caminho feito de confiança.
    O teu sorriso reverdece e, em breve,
    a Primavera voltará contigo.

    (Dezembro 1961)
    Carlos Domingos

Deixe um comentário

Zeca (2)

QUEM SOMOS


disco

SER SÓCIO


LOJA


escritasdomaio

ESCOLAS


materiais

EXPOSIÇÕES

SUBSCREVER NOTÍCIAS


Categorias

Arquivo


casa


logoObs_c


© 2021 AJA. All Rights Reserved. Iniciar sessão - Designed by Gabfire Themes