Conversas e música de Zeca Afonso em Sines

O Centro de Artes de Sines (CAS) recorda este mês alguns dos momentos mais “quentes” do 25 de Abril na região e no país com exposições, conversas e um concerto com músicas de Zeca Afonso.
A Revolução dos Cravos domina os principais eventos culturais. logo a partir de terça-feira, com a inauguração da exposição “Uma Revolução em Marcha – O 25 de Abril na Rua”, patente no átrio da Biblioteca até ao final do mês.
A mostra documental, promovida pelo Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra, retrata os dias do nascimento da democracia em Portugal e o modo como foram vividos nas ruas pela população.
Mais próximo da data que assinala a passagem de 33 anos sobre a revolução, no dia 23, é inaugurada a exposição “A Bem da Nação”, no Centro de Exposições do CAS.
Os documentos dados a conhecer caracterizam a ditadura do Estado Novo entre 1926 e 1949 e formam a primeira de três partes desta mostra (a concretizar até 2009), que “pretende contextualizar a revolução do 25 de Abril de 1974 em Sines e em Portugal”. Os antecedentes do 25 de Abril são também lembrados até ao final de Maio, recorrendo a documentos do Arquivo Histórico Municipal Arnaldo Soledade, que explicam a instauração do Estado Novo e as suas consequências para a vida do país e da então vila de Sines.
O golpe militar que deu origem ao Estado Novo (28 de Maio de 1926), a promulgação da Constituição (19 de Março de 1933), a II Guerra Mundial (1939/45), o ciclone com consequências em Portugal (1941) e as eleições presidenciais de 13 de Fevereiro de 1949 são os principais momentos revistos.
“Os Mitos de Abril” voltam a estar em destaque no dia 26, data em que a investigadora do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (Universidade Nova de Lisboa) Maria Inácia Rezola conduz uma conversa sobre este tema, na cafetaria do CAS (21h30).
A discussão versará “sobre as verdades e os mitos da história, nalguns aspectos ainda misteriosa”, e responderá a questões como “tratou-se de uma revolução em nome da liberdade?” ou “o que foi o 25 de Novembro, um golpe ou um contra-golpe?”.
Na noite de 28 de Abril, o auditório do Centro de artes enche-se com a música de Zeca Afonso, tocada pelo quinteto de percussionistas Steel Drumming, acompanhado pelo convidado J. P. Simões (22h00).
O grupo originário do Porto vai recriar o repertório do autor de “Grândola, Vila Morena” em tambores metálicos (steel drums ou steel pans, instrumentos criados a partir de bidões de aço originários das Caraíbas).

O Primeiro de Janeiro
some_text

Deixe um comentário

Zeca (2)

QUEM SOMOS


disco

SER SÓCIO


LOJA


escritasdomaio

ESCOLAS


materiais

EXPOSIÇÕES

SUBSCREVER NOTÍCIAS


Categorias

Arquivo



RÁDIO AJA

Here is the Music Player. You need to installl flash player to show this cool thing!


© 2019 AJA. All Rights Reserved. Iniciar sessão - Designed by Gabfire Themes