A cantiga era uma arma

A sede da AJA NORTE foi pequena, como vem sendo costume aliás, para suportar tanta gente, houve quem para nosso desconforto, não pode assistir.

(Lembro que temos o que nos ajudam a ter , temos consciência das dificuldades de todos, e agradecemos a quem nos ajuda a mantê-la, perguntem-me que eu explico-vos como é possível arranjar uma maior, onde todos caberiam, ficam as desculpas a quem queria e não foi possível assistir)
GUSTAVO REBOLHO explicou ao que vinham e com o que podiam contar.
Começou-se com a projecção do filme A CANTIGA ERA UMA ARMA e seguiu-se uma conversa com várias participações:
TINO FLORES, que fez parte integrante desse NÚCLEO DE GENTE DE BOA VONTADE, que fizeram coisas, lá por fora antes do 25 de Abril para que ele acontecesse, e depois nas lutas para o tentar manter estando já a vivê-lo, falou sobre o assunto e respondeu a questões colocadas.
OCTÁVIO FONSECA – Além de responder ao que lhe solicitavam, explicou a importância de Zeca Afonso e todos os outros, mesmo de alguns que não estão no filme.
Foi uma noite quente e agradável, embora pequena para tanta coisa que há a dizer e explicar, no sentido de entendimento desse glorioso período.
Voltaremos ao tema, está prometido.
(sendo as fotos tiradas a uma tela, ou por culpa do fotógrafo, não terão a qualidade pretendida, vão salteadas propositadamente, para vos tentar levar a ver o filme)

some_text

Deixe um comentário

Zeca (2)

QUEM SOMOS


disco

SER SÓCIO


LOJA


escritasdomaio

ESCOLAS


materiais

EXPOSIÇÕES

SUBSCREVER NOTÍCIAS


Categorias

Arquivo



RÁDIO AJA

Here is the Music Player. You need to installl flash player to show this cool thing!


© 2019 AJA. All Rights Reserved. Iniciar sessão - Designed by Gabfire Themes